quinta-feira, 30 de dezembro de 2010

Poetando

Lá vai o Cara


José Antônio Silva


Descendo a rampa com estilo

como uma fera do skate

ou tipo malandro velho

de sapato branco

deslizando por um morro

pacificado

ou ainda um Vampeta

em cambalhotas aéreas

frente ao Palácio


Lá vai o Lula

lá vai o tapa na cara da direita

lá vai o papai noel dos deserdados


Lá vai o enigma solar

se pondo em frente à Alvorada


Lá vai o Cara

de volta pra casa



30dez2010

Um comentário:

Anônimo disse...

É... lá vai o cara. Mas tudo bem,
lá vem o poeta!
Edgar